Opúsculo de um Vencido

sábado, 7 de agosto de 2010

Gripe Suína

No México, a mortal gripe suína,
Atemoriza a pobre humanidade,
Pois de uma pandemia, a crueldade
A nós reles mortais cá se destina...

Enquanto a providência tão divina
Do céu, cagando vai a imunidade,
Para que seu fedor com Majestade
Sirva de cura a tal peste assassina...

Esperemos, então, que a alta graça,
Só não canse a Fé da humana raça,
Senão dirão que Deus é que é torto

E a sua benção é só uma fantasia,
Ou em suma é que já desta epidemia,
Esteja num caixão podre e morto!...

(Queiroz Filho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário