Opúsculo de um Vencido

segunda-feira, 28 de março de 2011

Spiritus Junctus

Que angustiante falta tu me causas,
Não sei mais nesta vida ser sozinho,
Porque sem ti os dias são só pausas
Na espera pela Luz de teu carinho.

E nesta impaciência eu me definho
Nas tétricas visões de almas falsas,
Prostradas como eu no descaminho
Da inércia de que tu não te exalças...

Pois neste calabouço é onde habito,
E nele infaustas horas me extraviam
Esta ânsia de sorver bem do infinito

Os sonhos que de nós tanto sabiam,
E eram em minha vida um ledo rito,
Onde em teus olhos céus se erigiam...

(Queiroz Filho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário