Opúsculo de um Vencido

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Livramento

O teu brando Espírito me invade
E traz-me esse Desejo inquietante
De um Gozo benfazejo e ululante
Do Beijo com sabor de ansiedade!...

E a vida se transmuta na Saudade
De alguém que se amou tanto distante,
E o meu Sonho na Paz exorbitante
Requesta em tua boca a alacridade

Singela, que me cega a cada passo
E nisso Ele se basta e se completa,
Lançando os destroços do cansaço

Nas valas de uma incerteza abjeta,
Pois só em ti eu me salvo desse laço
Que fora em minha vida ser poeta...

( Queiroz Filho)

2 comentários:

  1. "Livramento" é o que proporcionas a cada chegada tua...
    Se soubesses a dimensão da alegria que me invade , virias me "resgatar" mais vezes...
    Ah Poeta...fracasso passa longe de ti !!Tens uma Sensibilidade Poética Inigualável.

    Bom é aprender de ti e "contigo"!!

    Bjus com muita devoção!!

    ResponderExcluir
  2. Laço ao invés de fracasso, troca perfeita!! Bjus

    ResponderExcluir