Opúsculo de um Vencido

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Retrato

O Liliputiano Poetastro!
O procrastinador por profissão;
O espedaçado vaso de alabastro;
O triste filho calvo de Sansão;

O rato que ideava ser um astro;
O preguiçoso Hefesto sem brasão;
O caluniador Filosofastro;
O mago sem varinha de condão;

O bailarino cego, cheio e coxo;
O Clown adoecido de cansaço;
O seco e apodrecido lírio roxo;

Eis-me ai pintado em rude traço,
Agora vou dormir meu sono chocho,
Adeus, té amanhã, aquele abraço!

( Queiroz Filho )

Nenhum comentário:

Postar um comentário