Opúsculo de um Vencido

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Escusa Falsa

Caminho sobre poças na calçada,
Que a chuva me cedeu, mimosamente,
Nesta cumprida rua, tão sem gente!
Sozinha eu velo a paz da madrugada.

A solidão em partes me agrada,
Quando de mim não sinto-me ausente,
Ou quando cá me vem, constantemente,
Ao menos diz bom dia na chegada...

Que digam: - Está louca, essa mulher!
De vestido ensopado e inda descalça,
Se expondo sem pudor a quem quiser

Possuí-la na mais indecente valsa!...
Reponderei que dou pra quem vier...
- A solidão é a mera escusa falsa!...

( Laura Alves Coimbra )

Nenhum comentário:

Postar um comentário