Opúsculo de um Vencido

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Gratidão

A tua teimosia me enfurece...
Se ao menos tu tivesses estatura!
És pequenina... Mista criatura:
Moldada pela fúria e pela prece...

Da dor alheia mais te compadeces
Do que da tua própria amargura,
Teu coração, do amor, é a moldura!...
E da crueza humana, bem conheces,

Pois vives de revolta, inflamada.
Compreendes dum olhar, a comoção,
E sabes bem amar e ser amada.

Quisera em segredo, ser-te irmão!
E enfim, fazer sentir-te abraçada,
Num gesto de carinho e gratidão!...

(Queiroz filho)

2 comentários: