Opúsculo de um Vencido

domingo, 8 de dezembro de 2013

Soneto

Tremulavam os olhos da enfermeira,
Por ver outro ancião que estrebuchava:
Misericórdia Oh! Pai!... Assim berrava,
Furtando da Alma a força derradeira.

Inválido. A causa foi cegueira,
Sozinho neste Mundo se achava,
E era de favor que ele morava
Num quarto sujo feito de madeira.

Já de seu corpo, o Espírito partia.
Sua mão direita, à dela, entrelaçada,
Lembrava a do Amor que lhe fugia

Naquela retrospecta madrugada.
Em lágrimas rompeu-se, mas sorria
Ao ver as duas Almas na sacada...

(Queiroz Filho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário